Mundifios terá um novo edifício-sede em Guimarães

A Mundifios, empresa que se dedica à produção e comercialização de fios têxteis, irá instalar o seu novo edifício-sede em Guimarães. O executivo vimaranense aprovou por unanimidade a proposta para ratificação do contrato de concessão de benefícios tributários municipais ao investimento.

O contrato foi celebrado entre a Câmara Municipal, por despacho do presidente, com a empresa que manifestou “urgência na análise da sua candidatura”, por necessitar de adquirir um terreno, “transação onde pretende beneficiar já da classificação de Projeto Económico de Interesse Municipal”. O terreno está localizado na vila de Ronfe.

A candidatura realça que as exportações diretas da Mundifios no triénio 2016-2018 ascenderam a 62 milhões de euros e as indiretas a 130 milhões de euros, naquele triénio a empresa despendeu na área de I & D de aproximadamente 600 mil euros, tendo no presente projetos em curso no montante de 800 mil euros. O volume de IRC naquele triénio foi de 2,33 milhões de euros.

“A empresa opera a montante de sectores de atividade (fabricação de têxteis e vestuário) que representam mais de 60 por cento do volume de exportações do Concelho, sendo atividades económicas vitais para a região e para o País”, justifica o despacho, referindo que a atividade da Mundifios – Comércio de Fios SA, sendo “comércio por grosso, necessita, do ponto de vista das instalações e logística, de condições que a mera atividade de comércio a retalho, não implica.

Nesse aspeto, a empresa possui uma estrutura com cinco locais de armazenamento distintos (dois na freguesia de Ponte, um em Ronfe, um em Vilarinho, Santo Tirso, e outro em Famalicão) que reduzem a sua operacionalidade e gestão. A atomização de recursos atuais, determina, na sua estratégia, a necessidade premente de encontrar um local para o novo edifício-sede da empresa, existindo a possibilidade de deslocalização para outro Concelho”, destaca o despacho do Presidente da Câmara.

Contudo, fonte da empresa Mundifios referiu que “é com muito agrado, muita felicidade que conseguimos ficar em Guimarães, concelho onde a empresa nasceu e cresceu e onde tem as suas raízes”. “Aqui temos desenvolvido a nossa atividade, procurando assumir o compromisso de responsabilidade social, apoiando inúmeros projetos sociais do Concelho”, salientou.