Município vai adquirir Fábrica do Alto para instalar Academia de Transformação

A Câmara Municipal de Guimarães vai avançar com o processo de aquisição do edifício da antiga Fábrica do Alto, em Pevidém, tendo em vista a instalação da Academia de Transformação Digital.

Fábrica do Alto

A Fábrica do Alto, em Pevidém, antigas instalações da empresa têxtil João Ribeiro da Cunha, será adquirida pela Câmara Municipal de Guimarães para instalação da Academia de Transformação Digital.

Em declarações ao jornal O Comércio de Guimarães, o Presidente da Câmara Domingos de Bragança afirmou que “Tendo em conta o sistema empresarial do território de Guimarães, com quatro mil micro-empresas com um volume de negócios superior a mil milhões de euros por ano, constituindo um dos segmentos mais fortes, as características das médias e grandes empresas, o Sr. Ministro [da Economia] considerou que no futuro fará falta uma Academia de Transformação Digital”. O Presidente da Câmara considera que estão reunidas as condições para a instalação da Academia de Transformação Digital, em Pevidém.

Segundo Domingos Bragança, o governante destacou que “o projecto terá de ser gradual”. “Não vamos falar de valores financeiros, vamos é envolver o maior número de empresas, fazendo com que com a transformação digital de muitas delas atinja outra escala no volume de negócios”, continuou.

Domingo Bragança afirmou, ainda, que os empresários poderão contar com esta Academia para a transformação digital que todas as empresas precisão, frisando que o projecto ambiciona que o tecido económico se afirme como “um colosso”.

Numa primeira fase, a Câmara Municipal de Guimarães irá adquirir o edifício da antiga Fábrica do Alto. Segue-se um programa de beneficiação que será elaborado juntamente com os Ministérios da Economia e do Planeamento “para a instalação da Academia vocacionada para a formação e desenvolvimento de projectos-piloto de transformação digital para as empresas e requalificação profissional com a aprendizagem de novas competências pelos trabalhadores, que poderão ter outros horizontes”.

Segundo o jornal, o Presidente da Câmara deixou ainda a advertência de que “A transformação digital não está apenas associada ao processo produtivo, está também ligada ao modelo de organização, no qual estão os empresários que devem estar receptivos à formação na área digital”.

Por fim, rematou em jeito de convite: “Esta Academia é para todos”.